Diferentes formas de estampar peças de roupas

Este artigo foi um dos primeiros do site Estampa Web, escrito em 2012 e revisado diversas vezes desde então.

Por sua abrangência e profundidade se tornou referência em língua portuguesa quando o assunto são técnicas de estamparia, sendo citado em diversos artigos e monografias, além de servir de base para a maioria dos demais textos e vídeos da internet sobre o assunto.

Com sua atualização de 2021, mais uma vez reafirmamos o compromisso de manter este conteúdo que já tem 9 anos atual e útil para o mercado.

Serigrafia

Serigrafia ou silk-screen é um processo de impressão no qual a tinta é vazada – pela pressão de um rodo ou puxador – através de uma tela preparada. A tela (Matriz serigráfica), normalmente de poliéster ou nylon, é esticada em um bastidor (quadro) de madeira, alumínio ou aço.

A “gravação” da tela se dá pelo processo de foto sensibilidade, onde a matriz preparada com uma emulsão foto sensível é colocada sobre um fotolito, sendo este conjunto matriz+fotolito colocados por sua vez sobre uma mesa de luz.

Pensando em começar com estampas? Clique no botão abaixo para conhecer o Jeito Fácil e o Jeito Difícil de começar...

 
 

Entenda como Começar a Trabalhar com Estampas sem Precisar Gastar NENHUM Real em Máquinas

Os pontos escuros do fotolito correspondem aos locais que ficarão vazados na tela, permitindo a passagem da tinta pela trama do tecido, e os pontos claros (onde a luz passará pelo fotolito atingindo a emulsão) são impermeabilizados pelo endurecimento da emulsão foto sensível que foi exposta a luz.

Diferentes formas de estampar peças de roupas: serigrafia

Para saber mais sobre serigrafia (silk-screen), clique aqui e leia este post.

É utilizada na impressão em variados tipos de materiais (papel, plástico, borracha, madeira, vidro, tecido, etc.), superfícies (cilíndrica, esférica, irregular, clara, escura, opaca, brilhante, etc.), espessuras ou tamanhos, com diversos tipos de tintas ou cores. Pode ser feita de forma mecânica (por pessoas) ou automática (por máquinas).

Estamparia digital direta (DTG)

Já imaginou colocar uma camiseta na impressora da sua casa e imprimir uma estampa diretamente nela? A grosso modo é nisso que consiste a estamparia DTG.

A Impressão digital direta (também conhecida como DTG) dispensa a fabricação de matrizes ou cilindros, além de possibilitar a produção em pequena escala. Porém, devido ao alto custo da tinta e do maquinário, a estamparia digital custa em média 3 vezes mais que outros métodos tradicionais de estampar.

Outro grande diferencial da estampa digital é a alta resolução dessas impressoras de tecido. É possível imprimir até fotos em HD através dessa técnica.

No vídeo a seguir você pode ver uma impressora DTG da Brother estampando diretamente diferentes tipos de produtos como boné, calçados, roupas, etc.

Depois de assistir a impressão com estamparia digital, veja como funciona do método tradicional (serigrafia):

Leia também nosso artigo sobre Estamparia Digital Direta, onde abordamos em maiores detalhes essa tecnologia de impressão em roupas.

Sublimação

A maior onda do momento com certeza é a sublimação. É incrível como o uso dessa técnica cresceu nos últimos anos, e vem crescendo a cada dia.

Acredito que isso se deve principalmente pelo fato da sublimação ser barata e fácil de executar. Com menos de R$ 5000,00 de investimento inicial e 1 semana de treinamento qualquer pessoa pode começar a criar estampas com a sublimação.

No vídeo a seguir você verá capinhas de celular sendo sublimadas.

A sublimação consiste em um processo de transferência de uma imagem do papel para o tecido por uma prensa térmica. A tinta contida no papel é transferida para o tecido ou outro material que você queira quando o papel é submetido à pressão e alta temperatura por alguns segundos.

Pelo processo de impressão no papel ser feito através computador, não existe limitação em quantidade de cores, porém a qualidade do resultado, dependendo do tipo de tecido / malha onde a sublimação é aplicada, pode deixar a desejar.

Por exemplo, como as impressoras de sublimação não imprime em tinta branca, as estampas ficam melhores em substratos brancos, ou claros. É difícil, por exemplo, imprimir uma camiseta preta sem precisar de outra técnica auxiliar.

Por exemplo, no vídeo você vê uma camiseta preta sendo feita sobre o tecido branco, com uma técnica conhecida como full print.

Outra importante limitação da sublimação é o material que pode ser estampado. Na sublimação os produtos precisam ser de poliéster, ou seja, se você quiser estampar uma camiseta com sublimação ela tem que ter no mínimo uns 80% de poliéster na composição para a estampa ficar boa.

Claro que atualmente existem técnicas auxiliares que permitem estampar peças em algodão (OBM, por exemplo) porém até o momento todas deixam a desejar em questões de durabilidade.

Transfers e termo colantes no geral

Não confunda sublimação com processos de transfer e outros termocolantes (OBM, dark transfer, laser filme, hotfix, etc.). Embora todas essas técnicas usem calor para estampar, elas diferem bastante umas das outras em diversos quesitos.

Como não é possível sublimar algodão, muitas pessoas usam técnicas complementares como OBM e transfers para realizar tal tarefa. E elas até funcionam, porém todas que testamos até o momento deixam a desejar no quesito durabilidade.

Algumas desbotam com as lavagens, outras começam a descolar ou ainda rachar com o uso diário. Portanto muito cuidado e muitos testes antes de começar a usar.

Entendeu a diferença entre o transfer a técnica de sublimação? Para deixarmos isso mais claro para você, escrevemos o artigo Sublimação é o mesmo que transfer?

Estamparia DTF

A sigla DTF vem de direct-to-film (em português, direto no filme), uma técnica relativamente nova que surgiu como alternativa a sublimação e ao transfers.

Ela consiste basicamente em imprimir sua arte em um filme transparente especial, depois aplicar um pó de poliamida nesse filme e posteriormente aplicá-lo às peças usando uma prensa térmica.

Diferente da sublimação, o DTF permite a impressão com tinta branca, o que possibilita estampar peças escuras, inclusive pretas.

Pó de poliéster sendo aplicado na estamparia DTF
Pó de poliéster sendo aplicado na estamparia DTF

Estamparia Laser

Devido a sua limitação, a estampa com laser em tecidos / malhas é pouco utilizada atualmente nas confecções. Por “imprimir” (ou melhor, queimar) em somente 1 cor, o efeito é sempre o mesmo, parecido com efeito corrosão feito em serigrafia.

Bordado

O bordado não é considerado uma estampa, mas resolvi mencioná-lo neste post por ser mais uma técnica de personalização de roupas.

Apesar de poder ser realizado de forma artesanal, as confecções fazem uso do bordado industrial que permite maior qualidade e velocidade de até 1500 pontos por minuto (algo impossível no bordado manual). O designer de bordados cria o desenho em um software especialmente criado para este fim, e depois o transfere via disquete ou USB para a máquina, que o reproduz fielmente.

Além de bordar, as modernas máquinas de bordado aplicam lantejoulas, fitas, etc. Algumas realizam até corte a laser.

Existem outras formas de estampar?

Quando esse post foi escrito pela primeira vez em 2012 essas eram basicamente as formas de estampar camisetas e roupas no geral. Agora, no ano de 2021, para ser sincero, pouca coisa mudou.

O que podemos observar atualmente foi um crescimento do usa da sublimação e da impressão digital direta (DTG), enquanto que a serigrafia teve um pequeno declínio. Outra forma de personalizar roupas muito utilizada atualmente é a aplicação de termo colantes, como strass, filmes e OBM.

Para complementar seus estudos assista o vídeo a seguir que criamos para mostrar os diferentes tipos de estampas existentes… aproveito também para convidar você a curtir nosso canal no YouTube.

E antes de investir em máquinas não deixe de ler o artigo Máquina de estampar camisetas – Guia para não errar na escolha.

Conhece outras formas de estampar? Compartilhe conosco abaixo nos comentários.

Review do leitor
Data
Opinião
Definitivamente o artigo mais completo que encontrei na internet quando pesquisava sobre estampar minhas próprias camisetas. Recomendo.
Nota
51star1star1star1star1star
Loading comments...