3 coisas que você precisa para criar uma marca de camisetas (e 3 coisas que NÃO precisa)

Quem nunca sonhou em ser dono de uma marca famosa, ter as criações estampadas em diversos produtos, vender para caramba, ganhar uma grana, ver as pessoas na rua vestindo suas peças, ver famosos no Instagram falando e usando sua marca.

Confessa pra mim, você já sonhou com isso, né?

Porém a maioria dos que sonham com isso ficam só no sonho mesmo, pois infelizmente acham muito complexo e caro colocar uma marca de camisetas no mercado. Justamente para quebrar esses mitos que resolvi gravar este vídeo falando de 3 coisas que você precisa para criar uma marca de camisetas.

E pra ficar melhor ainda, vou te mostrar 3 coisas que o pessoal acha que precisa, porém na verdade não são necessárias para começar.

Então vamos começar com a primeira coisa que você precisa:

Definir um público

Um erro grande é começar pela criação dos produtos, das estampas. O primeiro ponto é começar pelo público, respondendo a simples pergunta “quem vai usar minhas camisetas?”.

Definir um público para sua marca de camisetas

A resposta para isso vai gerar todo o desdobramento da sua marca, desde a definição dos tecidos e malhas, até a técnica de estamparia, estilo das estampas e forma de comercializar.

E definir um público não é só “vou vender para mulheres de 24 a 35 anos que querem se vestir bem”. Sério? Você já viu uma marca fazendo camisetas para quem gosta de se vestir mal, por exemplo?

Você precisa ter riqueza nas informações do público, por exemplo, mulheres de 24 a 35 anos que ama seus cachorrinhos e gostariam muito de expressar isso em suas camisetas. Esse exemplo vem de uma aluna minha que tem uma marca assim!

Outro aluno que está tendo ótimos resultados vende para amantes do futebol que não querem usar camisetas de time, porém gostam do esporte e curtem estampas do tema.

Outra aluna tem uma marca de t-shirts com estampas de religião mais discretas, com mensagens mais indiretas, até subliminares.

Isso é definir um público e montar um posicionamento em cima dela. Então anota aí, você precisa definir o seu público.

Conhecer as técnicas de estamparia

A segunda coisa que você precisa para criar uma marca de camisetas é conhecer as técnicas de estamparia.

“- Mas, Marco! Eu não vou fazer a produção, vou terceirizar no começo.”

Igual precisa de uma noção de produção para que os fornecedores não enrolem você. 

Talvez você não saiba, mas toda a técnica de estamparia tem suas limitações, e como não existe uma técnica perfeita e universal, é necessário saber analisar tanto a arte quanto a malha para conseguir definir com precisão a técnica correta para cada projeto.

Errar nessa parte é fatal! Outra coisa que é fatal é você não assinar o nosso canal e ativar as notificações… clique aqui e não corra o risco de perder conteúdos como este.

Voltando ao tema do vídeo, 3 coisas que você precisa para criar uma marca de camisetas, chegou a hora de conhecermos a terceira:

Você precisa criar coleções

Precisa, pelo menos no começo!

Não tem jeito, quando estamos começando nossa marca o dinheiro é algo escasso, e precisamos investir ele com muita sabedoria. Começar contratando designers no começo, além de estressante (pois nunca sai como você mesmo imaginou) é caro.

Você mesmo criando suas coleções vai economizar um dinheiro que poderá reverter em compra de camisetas, por exemplo.

“- Ah, mas criar artes é algo complicado, demorado de aprender e precisa ter dom.”

Não te culpo por pensar assim, pois dependendo de como você for aprender vai demorar uma eternidade, e pode inclusive nem conseguir.

O segredo está em estudar o método correto, como por exemplo o nosso curso Design de Estampas, que você pode conhecer clicando aqui.

Curso Design de Estampas

Dedicando-se ao método certo, qualquer pessoa em poucos dias pode começar a desenvolver suas primeiras artes.

Bom, agora que te mostrei as 3 coisas que você precisa, chegou a hora de te alertar das 3 coisas que você NÃO precisa para criar uma marca de camisetas.

Você não precisa de CNPJ

Não só não precisa, como recomendo não abrir firma no começo, para não se enrolar com burocracia e custos em um momento tão delicado do negócio.

Comece com seu CPF mesmo, não terá nenhum problema enquanto for pequeno, ou seja, enquanto estiver dando os primeiros passos no mercado.

Depois quando tiver um faturamento consistente procure um contador de confiança que ele poderá te ajudar nisso, mas agora saiba que você não precisa de CNPJ.

Você não precisa de marca registrada

A outra coisa que não precisa – e muita gente acha que precisa – é de marca registrada.

Claro que já começar com a marca registrada no INPI dá uma maior segurança jurídica para você, porém quando você está começando o custo e a própria demora para conseguir o registro é absurda.

registrar uma marca de camisetas no INPI

Então a regra é: se você tiver grana sobrando registre (vai precisar de CNPJ também para isso), se não tiver deixe para mais tarde.

Faça a pesquisa no INPI que é gratuita, para pelo menos se certificar que já não existe outra marca com o mesmo nome já registrada, e compre também o domínio de internet. Custa só R$ 40,00 e já é uma garantia.

Você não precisa de máquinas

E pra finalizar, deixei o mito dos mitos. Se segura na cadeira: para ter uma marca de camisetas não precisa de nenhuma máquina.

Oooooooohhhhhhh

É claro que não precisa de uma máquina, pois você pode terceirizar a produção. Existem muitas empresas de private label e print-on-demand que são inclusive especializadas em produzir camisetas para outras marcas.

A mentalidade do pessoal é muito anos 90 ainda, quando se tinha que ter tudo, desde corte e costura, até estamparia e transportadora se bobear para ter uma marca de roupas.

As coisas mudaram, meu amigo / minha amiga… se atualize pra não ficar para trás.

E pra fechar, deixa eu fazer meu merchan: eu tenho um curso essencial para quem quer criar uma marca de camisetas famosa. Só clicar aqui para conhecer.

Deixe um comentário