Começando com design de estampas, bordados e serigrafia

De alguns anos pra cá, pessoalmente percebo o aumento do interesse pelo design de estampas, bordados e aplicações em roupas. Muitas pessoas que nunca tiveram contato com o mercado sentem vontade de desenvolver ou personalizar canecas, calças, blusas, capinhas de celular… principalmente camisetas.

Acredito que muito deste interesse venha da possibilidade que a informática trouxe de qualquer pessoa poder brincar de ser designer por um dia. Não vou entrar no mérito da qualidade dos trabalhos que surgem desta “aventura”, até porque acredito que todos têm o direito de tentar/brincar ou aprender qualquer atividade.

Filespazz – Converter arquivos CorelDraw em AI, EPS, imagens ou versões anteriores de Corel.

UPDATE: a ferramenta Filespazz está bastante instável, por isso recomendo que ao invés de ler este artigo veja o tutorial mais recente (Converter arquivos CorelDraw em AI, EPS, imagens ou versões anteriores de Corel) clicando aqui.

O site Filespazz é uma ferramenta muito interessante para quem precisa lidar com arquivos CDR (CorelDraw).

Para demonstrar seu funcionamento, criei algumas situações hipotéticas para ilustrar seu funcionamento.

Situação 1 – “Recebi um arquivo CDR mas no momento não tenho o Corel Draw nem qualquer outro software vetorial.”

Abrir arquivos CDR, AI e EPS no CorelDraw e Adobe Illustrator.

O material digital que chega ao designer pode vir em uma infinidade de formatos (CDR, AI, EPS, etc…). Isso ocorre principalmente devido ao número de softwares e extensões de arquivos variados. Para um designer de estamparia, os principais tipos de arquivos que costumam aparecer no dia-a-dia são:

*.CDR – CorelDraw
*.AI – Adobe Illustrator
*.EPS – Encapsulated PostScript

Halftone em Vetor – PARTE 2

No tutorial “Halftone em Vetor – PARTE 1” apresentei a vocês uma técnica bem simples de como fazer o efeito de meio-tom no CorelDraw em poucos passos bem básicos. Porém a forma que eu prefiro utilizar, e que para mim gera um trabalho de maior qualidade, é criar uma imagem no Photoshop com efeito halftone e depois transformá-la em vetor no Illustrator ou CorelDraw.

Halftone em Vetor – PARTE 1

Há um bom tempo atrás um designer amigo meu veio me procurar para ver seu eu conhecia uma forma simples de fazer um efeito de halftone (também conhecido como retícula, degradê/gradiente grosso, ou ainda meio-tom) que pudesse ser utilizado em serigrafia plastisol.

Como você já deve saber a “tinta” plastisol em geral é muito grossa, por isso a tela da matriz é de 32 a 55 fios, necessitando que os pontos da imagem a ser impressa sejam grandes. A forma mais rápida e difundida na internet de realizar este tipo de trabalho é fazer um gradiente, transformar ele em bitmap, mudar o modo para “Preto e Branco (1 bit)” e depois fazer o rasteio para transformá-lo novamente me vetor.

Começo da jornada

Olá,

Estou começando este blog com o intuito de promover a integração entre os designers de estampa, bordado e aplicações diversas (strass, lantejolas, corte a laser, etc). A idéia é bastante recente, e surgiu depois que passei dias me dedicando a encontrar algum site, fórum, blog, grupo de discussão, etc, em língua portuguesa sobre estes assuntos, e para minha surpresa… nada encontrei.